Skip to content Skip to footer

Derrames (Escleroterapia cosmética)

TIPO DE TRATAMENTO

CONSULTA

INIBIçãO DE CONDUZIR

Não

INIBIçãO DE ATIVIDADE SEXUAL

Não

NúMERO SESSõES

1 Sessão

REQUER MASSAGEM DE DRENAGEM LINFáTICA

Não

INIBIçãO DE ATIVIDADE FíSICA

48 horas

INIBIçãO DE VOAR

Não

DURAçãO DO PROCEDIMENTO

30 minutos

TIPO DE TRATAMENTO

Não Cirúrgico

RESULTADO DEFINITIVO EM:

Imediato

REQUER INTERNAMENTO

Não

PERíODO DE BAIXA

Não requer

ZONA DO CORPO

Pernas

A escleroterapia consiste numa técnica minimamente invasiva para a remoção de pequenas veias “indesejadas”, designadas telangiectasias e veias reticulares, vulgarmente conhecidas por derrames ou aranhas vasculares.
Estas veias tipicamente têm uma aparência do tipo pequenos ramos de árvore ou em teia de aranha, apresentam uma coloração vermelha, violácea ou azulada, são subcutâneas (encontram-se mesmo por baixo da pele) e localizam-se em “clusters” podendo cobrir pequenas ou grandes áreas de pele. A sua localização mais tipica e frequente é na face externa das coxas e pernas.
Os derrames e veias reticulares podem ser causados por fatores hereditários, fatores hormonais, gravidezes, obesidade, aumento da idade, entre outros. As mulheres são cerca de 4x mais afetadas que os homens. Também podem ser causadas pela presença de Doença Venosa Crónica subjacente, correspondendo ao primeiro estadio clínico das suas manifestações, sendo mandatória uma avaliação ecográfica (com ecodoppler) de todo o sistema venoso de ambos os membros inferiores antes de se realizar a escleroterapia, pois pode ser necessário considerar outro tipo de intervenção complementar antes da escleroterapia cosmética propriamente dita.

ENTRE EM CONTACTO CONNOSCO

ANTES E DEPOIS

A escleroterapia consiste na injeção de um agente esclerosante no interior das veias indesejadas, que provoca uma inflamação da parede interna dessas veias induzindo uma reação inflamatória localizada que culmina no seu colapso e consequentemente na exclusão da circulação venosa nesse território. A veia vai gradualmente desaparecendo e o sangue é redirecionado para as veias circundantes, saudáveis.
O procedimento é direcionado não só aos derrames visiveis a olho nú, como também a veias mais internas não perceptíveis a olho nú e apenas acessíveis de forma ecoguiada, mas que podem ser insuficientes e estar em relação direta com os derrames/veias reticulares que se pretendem remover. Implica por isso, uma avaliação clínica e imagiológica exaustiva por um Cirurgião Vascular, de forma a se estabelecer uma estratégia terapeutica personalizada caso a caso.
A escleroterapia é um procedimento simples, seguro, minimamente doloroso, feito no consultório, sendo que cada sessão tem uma duração aproximada de 20-30minutos.
Não é utilizada sedação nem anestesia local. Envolve a injeção do agente esclerosante com uma agulha muito fina diretamente nas veias que se pretendem remover, em vários pontos pré-determinados na avaliação inicial do doente, sentindo-se apenas um ligeiro desconforto.
Os resultados por vezes são imediatos (com desaparecimento das veias) ou, se não forem imediatos, assistir-se-à ao desaparecimento gradual das veias tratadas em poucas semanas. Pode ser necessário repetir o procedimento em áreas anteriomente tratadas para se atingir o resultado estético esperado. As veias de pequeno calibre costumam responder ao tratamento em cerca de 3-6 semanas e as veias de maior calibre poderão levar 3-4 meses a desaparecer totalmente.
O número de sessões de escleroterapia é variável, cada doente é único. Na avaliação inicial ser-lhe-à apresentado o plano de tratamento expetável para o seu caso.

 

Imediatamente após uma sessão de escleroterapia, são aplicados pensos hemostáticos nos locais de injeção, é aplicada uma meia de compressão elástica na perna tratada, e é recomendado ficar cerca de 10 minutos em posição deitada. Após este período não é recomendável mais repouso, muito pelo contrário, recomenda-se caminhar pois a contração muscular durante a deambulação promove a circulação venosa, redirecionando o sangue para as veias vizinhas saudáveis e prevenindo o refluxo venoso nas veias tratadas, que diminui a eficácia do tratamento.
Pelo mesmo motivo, o uso das meias de compressão elástica imediatamente após a sessão de escleroterapia e por um período de pelo menos 1 semana é mandatório, pois a compressão externa conferida pelo uso das meias não só melhora o retorno venoso e diminui o refluxo, aumentando a eficácia do tratamento, como também acelera o desaparecimento das veias durante as semanas seguintes e minimiza o risco de aparecimento de complicações, nomeadamente de hiperpigmentação.
Os doentes podem retomar as atividades da vida diária / profissionais logo após o tratamento, conforme tolerância, com exceção de exercício físico vigoroso (do tipo ginásio ou desporto) que deve ser evitado por 2 a 3 dias. Não necessita de trazer acompanhante pois estará apto para conduzir de volta a casa/trabalho imediatamente após a sessão de escleroterapia.

Cuidados a ter nas primeiras 48horas após sessão de escleroterapia:
- Se tiver dores, tomar um analgésico que não seja anti-inflamatório (como o paracetamol);
- Evitar tomar tomar anti-inflamatórios (como aspirina, ibuprofeno, nimesulida, entre outros)
- Tomar banho com água tépida (evitar água quente);
- Evitar ambientes muito quentes (como piscinas, saunas);
Deverá usar as meias de compressão elástica diariamente por pelo menos 1 semana, idealmente durante 2 semanas, podendo retirá-las apenas para dormir. Nem todas as meias elásticas comercialmente disponíveis em Portugal são adequadas para este procedimento, pelo que as meias que deverá adquirir ser-lhe-ão prescritas pelo Cirurgião Vascular na sua consulta de avaliação inicial.
Deve fazer caminhadas diárias (a contração muscular durante a deambulação melhora o retorno venoso e diminui o refluxo, o que aumenta a eficácia do tratamento).
Evitar exposição solar direta das áreas tratadas por um período de cerca de 4 semanas (pois aumenta o risco de hiperpigmentacação das áreas tratadas).

Sim, a escleroterapia pode ter efeitos secundários mas que na sua grande maioria são considerados leves e temporários (desaparecendo em poucas horas a dias).
Os efeitos secundários mais comuns são:
- Ligeiro desconforto nas áreas tratadas (dor/ardor ligeiro, comichão);
- Sufusão hemorrágica e rubor no local da injeção e/ou no trajeto das veias tratadas;
- Hiperpigmentação: coloração acastanhada no trajeto das veias tratadas, que vai desaparecendo gradualmente;
- “Matting”: aparecimento de derrames avermelhados, muito finos (<1mm) nas áreas circundantes à zona tratada; - Caroços/durões no trajeto das veias de maior calibre, que podem demorar alguns meses a desaparecer. Mais raramente pode ocorrer reação alérgica ao agente esclerosante, formação de pequenas escaras/úlceras no local da injeção e trombose venosa profunda (inchaço/edema súbito da perna tratada, associado a dor difusa forte no membro).

A Escleroterapia é cobrada por sessão e por membro.
Antes da realização da Escleroterapia, terá de agendar uma Consulta de Especialidade com o nosso Cirurgião Vascular, o Dr. Gonçalo Rodrigues, para que este possa realizar a sua avaliação clínica e imagiológica inicial e apresentar-lhe o seu plano de tratamento. O orçamento ser-lhe-á facultado após esta consulta de avaliação.

Equipa Médica

Médicos super-especializados e multidisciplinares, únicos em Portugal:

ENTRE EM CONTACTO CONNOSCO

    Deseja uma opinião?

    FAÇA O SEU PEDIDO DE AVALIAÇÃO

    Não sabe qual é o tratamento que melhor se adapta às suas necessidades?

    PROCURE NA NOSSA PESQUISA AVANÇADA

    nome: Linfedema
    nome: Sindrome de Congestão Pélvica
    nome: Varizes na Gravidez e Pós-Parto
    nome: Varizes (Doença Venosa Crónica)
    nome: Derrames (Escleroterapia cosmética)
    nome: Ecografia do Lipedema
    nome: Psicologia Clínica
    nome: Dermatologia Clínica
    nome: Paralisia Facial
    nome: Medicina Estética Oncológica
    nome: Ecografia Doppler do Pénis
    nome: Vasectomia
    nome: Patologia da Próstata
    nome: Pellet (Chip Hormonal)
    nome: Aumento Glúteo Sem Cirurgia
    nome: Screening Ginecologico
    nome: Fototerapia com Laser de Baixa Frequência
    nome: Microinjeções de Dutasterida
    nome: Bioestimulação Anti-androgénica
    nome: Mesoterapia Capilar
    nome: Medicação e Suplementação Personalizada
    nome: Abdominoplastia Invertida
    nome: Exossomas
    nome: Harmonização Facial
    nome: Lipoescultura de Alta Definição
    nome: Escrotoplastia
    nome: Circuncisão ou Cirurgia da Fimose
    nome: Consulta Pré Gestação
    nome: Ecografias Obstétricas
    nome: Preparação ao Parto
    nome: Atenção ao Parto
    nome: Amamentação
    nome: Prevenção HPV
    nome: Planeamento Familiar
    nome: Ginecologia na Adolescência
    nome: Pavimento Pélvico
    nome: Endometriose
    nome: Menopausa
    nome: Doenças Sexualmente Transmissíveis
    nome: Cancro da Mama
    nome: Nutrição Funcional
    nome: Nutrição Lipedema
    nome: Cancro Ginecológico
    nome: Ecografia Ginecológica
    nome: Nutrição na Menopausa
    nome: Nutrição Infantil e na Adolescência
    nome: Nutrição Pré e Pós-operatória
    nome: O-Shot
    nome: Bioestimulação com PRP (rosto e capilar)
    nome: Nutrição Desportiva
    nome: Alimentação e qualidade do sono
    nome: Excesso de Peso e Obesidade
    nome: Nutrição Pré e Pós-Parto
    nome: Medicina Sexual Masculina
    nome: Correção da Curvatura Peniana
    nome: Ejaculação Prematura
    nome: Disfunção Eréctil
    nome: Aumento Peniano
    nome: Medicina Capilar
    nome: Nanofat
    nome: PRP (Plasma Rico em Plaquetas)
    nome: Morpheus8
    nome: Mesoterapia Corporal e Facial
    nome: Peeling Químico
    nome: Fios Tensores
    nome: Indutores do Colagénio
    nome: Lábios
    nome: Olheiras
    nome: Rinomodelação
    nome: Ácido Hialurônico
    nome: Facetite
    nome: Otoplastia
    nome: Bichectomia
    nome: Mentoplastia
    nome: Rinoplastia
    nome: Blefaroplastia
    nome: Lipofilling Facial
    nome: MICRO-Lift
    nome: Lifting Facial e do Pescoço
    nome: Aumento dos Gémeos
    nome: Aumento Glúteo
    nome: Cirurgia de Correção do Umbigo (Onfaloplastia)
    nome: Mommy Makeover / Cirurgia Pós-Parto
    nome: Correção de Cicatriz de Cesariana
    nome: Cirurgia de Correção da Diástase Abdominal
    nome: Abdominoplastia
    nome: Miniabdominoplastia
    nome: Lipoaspiração dos Flancos
    nome: Lifting de Coxas
    nome: Lipoaspiração das Coxas
    nome: Lipoaspiração de Alta Definição
    nome: Braquioplastia
    nome: Bodytite de Braços
    nome: Lipoaspiração Peitoral de Alta Definição
    nome: Aumento de Peitorais
    nome: Ginecomastia
    nome: Substituição de Próteses
    nome: Cirurgia da Contratura Capsular
    nome: BreastTite
    nome: Mamilos Invertidos
    nome: Redução de Areola
    nome: Mama Tuberosa
    nome: Medicina Sexual Feminina
    nome: Radiofrequência Intravaginal (Forma V)
    nome: Himenoplastia
    nome: Lipedema
    nome: Labioplastia
    nome: Lipoaspiração Monte de Vénus
    nome: Vaginoplastia
    nome: Mamoplastia de Aumento
    nome: Reconstrução Mamária
    nome: Redução Mamária
    nome: Cirurgia do Clitóris: Clitoroplastia, Clitoropexia e Hoodoplastia
    nome: MS Med Spa
    nome: Lipofilling Mamário
    nome: Mastopexia
    nome: Bodytite Abdominal 360º
    nome: Assimetria Mamária
    nome: Toxina Botulínica
    nome: Fisioterapia Dermatofuncional Especializada
    nome: Dermapen
    Abrir conversa
    MS Medical Institutes
    Olá,
    Precisa de ajuda?
    Entre em contacto connosco!